O tempo da escola ainda é muito lento quando comparado ao ritmo dos estudantes

Há uma tensão evidente no cotidiano das escolas. De um lado, encontram-se estudantes e jovens professores acostumados com as revoluções tecnológicas e o funcionamento “24/7” (24 horas nos 7 dias da semana) das redes de comunicação. Por outro lado, a escola, num ritmo temporal mais lento: o tempo da reflexão, da maturação dos tópicos que integram as disciplinas e, sobretudo, do...
Leia mais